Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2005

Desemprego a aumentar!

Todos os dias constatamos nos noticiários que mais uma fábrica algures em Portugal fecha, para se mudar para outro país, ou porque não é capaz de competir num mercado desleal, se não mudarmos a mentalidade dos portugueses, toda a produção nacional e os produtos nacionais deixarão de existir, o que seria muito grave para a nossa economia.


Temos de garantir a nossa própria subsistência, pois é com a mesma que garantimos a nossa independência.


Para isso teremos de criar novos postos de trabalhos... dizem políticos que não conhecem minimamente o Portugal. O problema deste país em relação ao desemprego e afins, é termos as fronteiras abertas, qualquer imigrante pode entrar sem grande dificuldade no nosso país, ora quando esse mesmo imigrante entra em Portugal, normalmente vem para trabalhar, ou melhor para retirar um posto trabalho aos portugueses, e por incrível as empresas aceitam-os, pois é mais barato e trabalham mais horas, nós não lucramos nada com a imigração, pois os que não trabalham, andam a assaltar cidadãos portugueses, traficam droga, entre outras coisas, daí que o nível de criminalidade a cada ano que passa aumentar, chegamos ao cumulo de a policia não conseguir entrar em certas zonas urbanas, maioritariamente habitados por tais imigrantes.


Ora isto gera desemprego, insegurança, mais pobreza para Portugal, pois todo esse dinheiro ganho por esse mesmo imigrante, que trabalha, vai para o seu país de origem, ou seja, já é tempo dos portugueses acordarem.


A imigração clandestina é inimiga de Portugal.


Portugueses temos de deixar de ser hospitaleiros para com os imigrantes pois eles não querem o nosso bem. É certo que nós também já fomos um país de imigrantes mas não se ouve falar em zonas urbanas onde a policia não entra, ou em guangues que assaltam e assassinam famílias, ou em gerar tal onda de desemprego com ao que está em Portugal, é também de relevo que os imigrantes portugueses foram para países na maioria europeus, com o intuito de reconstruir um Europa devastada após a II Guerra Mundial.


Com este cenário, proponho que se fechem as fronteiras, que repatriemos os imigrantes clandestinos para os seus países de origem, e que apostemos na produção nacional, pois o que é nacional, diga-se português, é bom.


Portugal terá de ser produtivo, os empregos dos portugueses terão de ser protegidos, os postos de trabalhos portugueses, terão de ter trabalhadores portugueses, nós temos o que é preciso para sermos um país desenvolvido. Devemos após tudo isto, claro, criar novos postos de trabalho para que Portugal se desenvolva e se torne mais competitivo.


Em suma, para o problema do desemprego e tudo o que nele está envolvido, teremos de mudar a situação actual dos imigrantes pois estes impendem-nos de progredir. Terá de se garantir os nossos próprios empregos para garantir o futuro de Portugal.


Somos portugueses, somos um país, temos a nossa própria identidade, só o trabalho dos portugueses desenvolverá Portugal, tornando-o soberano.


PORTUGAL SEMPRE!

publicado por SSoldado_Lusitano às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2005

A perda da nossa identidade como PORTUGUESES

É com pesar que vejo os nossos jovens portugueses numa vida decadente, ignorante, é triste ver que os jovens portugueses da actualidade não conhecem a história do seu próprio país, dos sacrifícios realizados pelos nossos antepassados, é nas escolas frequente ver os alunos a consumir drogas e álcool, é também com pena que se assiste todos os dias á africanização dos mesmos.


Já começa a ser habitual (infelizmente) ver os adolescentes de calças largas, com afros, a ouvirem pseudo-musica que não se enquadra minimamente nas nossas raízes, como kizombas e hip-hop, sendo muitas das musicas contra a nossa própria raça, e as que não são contra nós, incitam á violência para com os colegas, para com os professores, ou até mesmo em agredir os policias, consumo de drogas, ou seja, as mais variadas características negativas que um verdadeiro português não deve ter.


Mas, incrivelmente ninguém pensa em parar estes movimentos que destroem aos poucos este belo país, há apenas pequenos grupos que tentam chamar a atenção para estas lacunas, mas são constantemente censurados pela imprensa e apelidados de fascistas por tentarem assegurar o que é nosso o que é verdadeiramente português.


É mais triste ainda quando vemos jovens que completamente absorvidos por esta mentalidade, vê-los a actuar em gangues, assaltando bombas de gasolina e outras superfícies comerciais, agredindi pessoas e partindo carros.


Temos de parar este movimento que nos levará á destruição da nossa identidade. Temos de parar antes que seja tarde de mais.


Após todos estes acontecimentos eu pergunto: Será que era com esta ideia que se fez a revolução de 25 de Abril de 1974? Será que após tudo isto podemos dizer “Viva a liberdade” ?


Temos de parar com esta onda de criminalidade e continuaremos a ser uma grande Nação.


Temos TODOS nós (portugueses) de assumir a nossa PORTUGALIDADE, SEREMOS PORTUGUESES ATÉ AO FIM.


PORTUGAL SEMPRE!

publicado por SSoldado_Lusitano às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 13 de Fevereiro de 2005

Legalização das drogas

Este problema que afecta-nos a todos directa ou indirectamente, tem sido debatido nos mais variados locais (Parlamento), Neste momento em Portugal duas teorias são defendidas por grupos diferentes:


Passarei então a extremizar tal tema...


Há um grupo que defende a legalização, de drogas leves principalmente (extrema esquerda), pois pensam que com o desaparecimento de tal proibição, clandestinidade do consumo e venda torne esta menos apetecível, o que provocaria a sua diminuição.


O outro extremo (extrema direita) é contra tal legalização, acredita pois que se deve combater contra tal, propondo uma maior ajuda dos Estado em criação e financiamento de Instituições que se dedicassem inteiramente a combate á droga, pois Portugal não pode permitir que crianças indefesas sejam constantemente aliciadas por indivíduos que visam apenas na destruição do nosso país.


Eu pessoalmente, sou contra a legalização das drogas, sejam elas leves, duras, etc.


Penso que o Estado deveria:


- Dar mais poder a organizações capazes de desmantelar tais redes de tráfico e contrabando de droga como por exemplo a PJ;


- Aumentar o tempo de pena para tais crimes, com variantes, pois quem não fosse português deveria ser repatriado para o seu país;


- Criar movimentos e campanhas por todo o país direccionada principalmente aos jovens portugueses de modo a prevenir o consumo, tendo este programa de ser consistente e coeso.


Com a legalização das drogas, eu não creio que o consumo diminuísse.


Lucrariam apenas os traficantes que passariam (já que era legal a venda e o consumo de drogas),começaria a venda nos hipermercados por todo o país, passaríamos a ver tal produto nas prateleiras dos nossos hipermercados, penso que não seria fácil de explicar aos nossos filhos que produto horrendo seria aquele mesmo ao lado de produtos, como por exemplo o leite, já que seria encarado como um produto igual aos outros, e com livre circulação por Portugal, (até mesmo nas escolas).


Penso que tal situação deve continuar utópica, mas para que tal situação não aconteça os portugueses terão de acordar.


Vamos orgulhar-nos novamente de sermos PORTUGUESES.


É também de relevo, que está provado que o consumo de drogas diminui as capacidades do nosso cérebro, PAREMOS ENTÃO COM ESTE CRIME QUE NOS AFECTA A TODOS.


Não vá na conversa de que por ser a droga proibida é o "fruto" mais apetecido.


diga, NÃO ÀS DROGAS!


PORTUGAL SEMPRE!

publicado por SSoldado_Lusitano às 20:17
link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Fevereiro de 2005

Ser PORTUGUÊS

É com a ideia de desenvolver um pensamento/raciocinio do que é o bom cidadão português que acordo á vários dias.


Neste blog que criei hoje, tentarei de uma forma bastante resumida, de modo a não tornar um assunto que é do interesse de todos os portugueses enfadonho, este pensamento é dirigido aos verdadeiros portugueses, se se considera como tal então irá concordar com o que vai ler...


Desde já quero dar as minhas SAUDAÇÕES NACIONAIS a todos os PORTUGUESES


Será um bom cidadão português...



  • O indivíduo que é patriota;

  • Tem um emprego;

  • Que está completamente enquadrado na sociedade em que vivemos;

  • Tendo uma vida sociável estável, capaz de rir;

  • Encontrando um Portugal decadente cada vez que sai de casa, para um emprego muitas vezes inseguro, onde há um ambiente hostil, tentado fugir de todas estas adversidades opta por um estilo de vida hedonista, incosnciente de que gerações futuras irão ser privadas de tradições seculares da nossa pátria.

Isto é o bom cidadão Português? Não!!!


 


Não quero com isto dizer que o indivíduo nesta situação, situação á qual a maioria dos portugueses se vê, não ria, não se exprima, muito pelo contrário...


 


Esse indivíduo deve rir, deve ser alegre.


 


Mas deve travar uma batalha contra pensamentos que tenham o intuito de destruir a identidade portuguesa, pois esse indivíduo deve ter a noção de que este país, o nosso país, a que chamamos Portugal, onde possuímos a nossa própria raça, gastronomia, tradições , literatura, música, enfim inúmeras coisas que nos distinguem de todos os outros povos e que nos torna especiais, não querendo com isto dizer que somos superiores a alguém...


 


Mas tudo isto é apenas possível pois grandes homens que tinham o sonho de dar ao povo que habitava esta terra á séculos atrás um território independente, soberano, no qual esse povo, essa raça, tivesse orgulho de viver e aí desenvolver um povo único, extraordinário, o povo PORTUGUÊS, para isso esses homens sofreram mas morreram com o pensamento de que conseguiriam concretizar tal sonho.


 


Não vamos destruir esse sonho!


 


O bom cidadão português



  • Deve ter como pensamento principal a evolução do nosso país,

  • Assegurar a identidade portuguesa., tentando com isso mudar esta sociedade,

  • Terá de ter um amor condicional à pátria.

O bom cidadão português terá de ser nacionalista!!!


 


Portugal está constantemente a ser bombardeado com discursos pessimistas, uma sociedade que está com uma moral baixa, onde está a pátria que realizou feitos (Descobrimentos por exemplo) impressionantes?


 


Esta sociedade está também completamente dominada por um espirito de entre ajuda completamente errado, pois numa sociedade onde todos os dias ouvimos noticias de



  • Fábricas a fechar;

  • Onde o desemprego aumenta sem barreiras;

  • Onde é cada vez maior o número de portugueses que vive abaixo do nível do limiar da pobreza; - Entre outras noticias lamentáveis, como é possível a esta sociedade ser capaz de ajudar em campanhas humanitárias para ajudar outros países desfavorecidos conseguindo quantias elevadíssimas de dinheiro.

Isto está mal apenas devemos contribuir para estas campanhas quando todos os portugueses possuírem uma casa, um emprego e tudo o que permite uma vida estável, quando não se ouvir um único choro de uma criança portuguesa, choro tal motivado por fome.


 


Para quando uma campanha de ajuda aos portugueses, uma campanha com o intuito de construir fábricas e ajudar a desenvolver empresas com o fim de criar novos postos de trabalho para os portugueses, de modo a combater o desemprego?


 


Para quando uma campanha que tenha o objectivo de ajudar os sem-abrigo portugueses, proporcionado-lhes uma casa, um emprego, enfim uma vida estável,


 


Para quando uma campanha que ajude as crianças portuguesas?


Mas de certo que estas campanhas não contrairiam montantes tão elevados, pois na sociedade portuguesa de hoje, habita uma ideologia que já desfrutou de suficiente tempo para provar o que vale, coisa que ainda não conseguiu demonstrar nunca conseguindo obter resultados favoráveis para a evolução do povo português.


 


É tempo de mudar a mentalidade dos PORTUGUESES temos de implementar a entre ajuda entre os portugueses e não para com os estrangeiros pois ajudando povos menos favorecidos apenas estaríamos a atenuar a situação económica deles, resultando daí uma pobreza tanto de quem dá, como de quem recebe, resultaria daí uma pobreza global á boa maneira comunista.


 


Em suma, um bom cidadão português é numa única palavra um nacionalista. Entendendo-se por esta característica gloriosa o amor á sua pátria tentando sempre melhorá-la de modo a criar um país elitista.


 


Caro PORTUGUÊS se não concorda com o que está aqui, então é mais uma das vitimas da demagogia que assola PORTUGAL á muito, tente mudar, mas não deixe de opinar neste blog, pois a sua opinião, fundamentada, conta!


 


Mudemos então PORTUGAL! PORTUGAL SEMPRE


Não deixe de ler este blog, pois é um blog que visa essencialmente em "acordar" o povo português esse povo grandioso ao qual todos nós (portugueses) pertencemos.

publicado por SSoldado_Lusitano às 00:45
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sugestões de Leste

. Algo mais...

. Reparos

. A Droga e o Governo

. Espaço Xenofobia

. Consequência

. Bom Ambiente

. Manifestações

. Um País anestesiado

. “Navegar é preciso”

.arquivos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds