Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

Algumas passagens...

"Os Maias" Eça de Queirós, 1888


 


Num país em que a ocupação geral é estar doente, o maior serviço patriótico é incontestavelmente saber curar.


 


(...)


 


– Então que lhe ensinara você, abade, se eu lhe entregasse o rapaz?


Que não se deve roubar dinheiro das algibeiras, nem mentir, nem maltratar os inferiores, porque isso é contra os mandamentos de Deus e leva ao inferno, hem? É isso?


– Há mais alguma coisa...


Bem sei tudo o que lhe ensinara que não se deve fazer, por ser pecado porque ofende a Deus, já ele sabe que não se deve praticar, porque indigno de um cavalheiro e de um homem de bem...


– Mas meu senhor...


Ouça abade. Toda a diferença é essa. Eu quero que o rapaz seja virtuoso por amor da virtude e honrado por amor à honra; mas não por medo às caldeiras de Pêro Botelho, nem com o engodo de ir para o Reino do Céu...


 


(...)


 


A desgraça de Portugal é a falta de gente. Isto é um país sem pessoal quer-se um economista? Não há um economista. Tudo assim


 


(...)


 


Seteais


Quantos luares eu lá vi?


Que doces manhãs d’ Abril?


E os ais que soltei ali


Não foram sete mas mil!


 


(...)


 


Então, estão convencidos? Que lhes tenho eu sempre dito? Isto é um país que só suporta hortas e arraiais... Corridas, como muitas outras coisas civilizadas lá de fora, necessitam primeiro gente educada. No fundo todos nós somos fadistas! Do que gostamos é de vinhaça, e viola, e bordoada, e viva lá seu compadre! Aí está o que é!


 


(...)


 


Como diz o nosso querido e imbecilíssimo Gouvarinho, o país não tem pessoal... Como há-se tê-lo, se nós, que possuímos as aptidões, nos contentamos em governar os nossos dog-carts e escrever a vida intima dos átomos? Sou eu, minha senhora, sou eu que ando a escrever essa biografia de um átomo!... No fim, esse diletantismo é absurdo. Clamamos por aí, em botequins e livros, «que o nosso país é uma choldra». Mas que diabo! Porque é que não trabalhamos para o refundir, o refazer ao nosso gosto e pelo molde perfeito das nossas das nossas ideias?... Vossa Excelência não conhece este país, minha senhora. É admirável! É uma pouca de cera inerte de primeira qualidade. A questão toda está em quem a trabalha. Até aqui, a cera tem estado em mãos brutas, banais, toscas, reles, rotineiras... É necessário pô-la em mãos de artistas, nas nossas. Vamos fazer disto um bijou!...


 


(...)


 


Ega esfregava as mãos. Sim, mas precioso! Porque essa simples forma de botas explicava todo o Portugal contemporâneo. Via-se ali como a coisa era. Tendo abandonado o seu feitio antigo, à D. João VI, que tão bem lhe ficava, este desgraçado Portugal decidira arranjar-se à moderna: mas, sem originalidade, sem força, sem carácter para criar um feitio seu, um feitio próprio, manda vir modelos do estrangeiro – modelos de ideais, de calças, de costumes, de leis, de arte, de cozinha... Somente, como lhe falta sentimento da proporção, e ao mesmo tempo o domina a impaciência de parecer muito moderno e muito civilizado- exagera o modelo, deforma-o estraga-o até à caricatura. O figurino da bota que veio de fora, era levemente estreito na ponta – imediatamente o janota estica-o, aguça-o, até ao bico de alfinete. Por seu lado, o lê uma página de Goncourt ou de Verlaine, em estilo precioso e cinzelado – imediatamente retorce, emaranha, desengonça a sua pobre frase, até descambar no delirante e no burlesco. Por sua vez, o legislador ouve dizer que lá fora se levanta o nível de instrução – imediatamente põe, no programa dos exames de primeiras letras, a metafísica, a astronomia, a filologia, a egiptologia, a cresmática, a critica das religiões comparadas, e outros infinitos terrores. E tudo por aí em diante assim, em todas as classes e profissões, desde o orador até ao fotógrafo, desde o jurisconsulto até ao sportman...


 


(...)


 


"Os Maias" Eça de Queirós, 1888


Não está actual?

publicado por SSoldado_Lusitano às 12:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sugestões de Leste

. Algo mais...

. Reparos

. A Droga e o Governo

. Espaço Xenofobia

. Consequência

. Bom Ambiente

. Manifestações

. Um País anestesiado

. “Navegar é preciso”

.arquivos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

M560_1.jpg
blogs SAPO

.subscrever feeds