Sexta-feira, 8 de Julho de 2005

Invasões e Guerras

Caros leitores,


devem ter percebido que no mês passado (Junho), o movimento nacionalista esteve numa posição de destaque, porém apenas surgiu como consequência de acontecimentos negativos, que se baseiam na perda de segurança dos portugueses, no seu próprio país (segurança, um dos principais princípios da liberdade).


Tal como, a história nos indica, o nacionalismo despertou a partir da tentativa por parte de Napoleão, de dominar toda a Europa, formar um Império, para isso invadiu países europeus, as famosas invasões francesas.


Portanto, o nacionalismo despertou em vários países europeus de modo a expulsar os invasores franceses, de modo a defender o seu país.


O que comprova a formula matemática (- x - = +), ou seja, a partir de movimentos negativos, surge algo positivo, (neste caso o Nacionalismo).


O que eu quero com isto dizer é que Portugal está novamente nesta situação; a questão da invasão; mas neste caso, é feita por imigrantes, não quero com isto dizer que sou contra a imigração, sou sim, contra a invasão. E desta vez não há general inglês, que nos salve. Temos de ser nós, “Portugueses unam-se por Portugal” adaptação do manifesto comunista de Marx e Engels.


Esta invasão é subtil, nem nos apercebemos que estamos em guerra, senão vejamos, há vários exércitos na comunidade negra em Portugal, que atacam pontos estratégicos em dias estratégicos, mas este é apenas um batalhão africano, que ameaça os portugueses, ainda há mais batalhões, a comunidade de leste, também vai formando pequenos exércitos, os chineses já possuem pontos estratégicos no nosso comércio, assim como os indianos, tal como os brasileiros, etc. *


Não quero com isto dizer que todos s imigrantes são prejudiciais a Portugal, isso seria falacioso...


Chego assim á conclusão que o nacionalismo(+), possui um defeito, este só desperta, quando há problemas (- x -), no entanto, mais vale ser a solução do que o problema.


Posso concluir que, quando Portugal estiver decadente, o nacionalismo é a solução (- x - = +), mas esperem Portugal já está decadente...


*Arrastões, no dia 10 de Junho, dia de Portugal, ucranianos fogem em bandos de prisões portuguesas, (nem deviam lá entrar, deviam ser repatriados após cometerem o crime), chineses e os indianos, destroem aos poucos o comércio português, brasileiros contribuem também para o aumento da criminalidade em Portugal (penso não ser preciso relembrar as rixas entre a PJ e os brasileiros na Costa de Caparica, o verão passado).


(Um aparte eu utilizei a formula (- x -), e não (- + -), porque os inúmeros assaltos na linha de Sintra já não se somam, mas sim multiplicam-se, e por outra razões...)


Portugal Sempre!

publicado por SSoldado_Lusitano às 02:34
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De SSoldado_Lusitano a 30 de Julho de 2005 às 01:42
“para mim és tão livre de expremir as tuas ideias como eu sou de circular livremente por onde entenda mas ... “ então quer dizer é um pró globalização, é a favor do Acordo de Schengen(se quiser saber mais sobre o assunto leia o meu artigo intitulado “Acordo de Schengen”), mas tolera o meu pensamento contra a mesma globalização. Se a tolerância tolerar a intolerância, auto destroi-se, não querendo com isso dizer que voçê é a tolerância nem que eu sou a intolerância, e vice-versa. Não é com o argumento do cresce e aparece, que me faz crer que eu estou errado. Quanto à questão da União Ibérica repito que mais tarde falarei sobre isso. Eu sou pelas Pátrias, o meu nacionalismo é tudo pela pátria, nada contra a pátria. Se você explicita que o nacionalismo é do senso comum, então diz implicitamente que o nacionalismo, é acrítico, que não explica o porquê dos factos, é pouco sistemático, e também não o considera como uma ideologia.... “és jovem nota-se! qd ganhares cálo e experiençia de vida verás q afinal apostavas na utopia e dogmas já nem na religião existem.”... Lá está você novamente a falar do que não sabe, em que se baseou para afirmar tal coisa?
De utopia a 29 de Julho de 2005 às 21:00
no momento em q exprimes as tuas ideias és alvo da critica assim como qualquer um q o faça da critica nasce a discusão , da discusão as ideias certo? para mim és tão livre de expremir as tuas ideias como eu sou de circular livremente por onde entenda mas ... desculpa lá qualquer coisinha, " invasão " ?? isso cheira a histerismo tipo made in usa e sabemos onde leva esse desequilibrio a europa já paga a factura !
exactamente meu caro n retiro uma virgula qd começares a construir algo de util com o teu suor chegaras a triste conclusao q o nacionalismo n te mete comer no frigorifico paga-te o emprestimo da casa e n te tras o tal emprego com o qual sempre sonhas-te mas q aqui ao lado da fronteira ate o conseguirias , ai ja faras juizos de valores comparativos entre realidades distintas e perguntaras a ti mm portugal até q é um país simpatico mas , tem o deficie + alto dos paises comunitarios o portuga da classe media q só por acaso até esta em extinção é o q ganha menos relativamente aos seus homologos comunitarios o portuga é o q paga o iva + alto + impostos etc etc , teu nacionalismo é meramente xenofobo o preto o brasuca o chinoca e o reles do ucraniano para concordar q a escumalha q faz merda devia ser recambiada e q deveria haver uma triagem para a imigração entrar apenas com contracto de trabalho n é necessario embandeirar em arco essas tuas ideias de portugal apenas e exclusivamente aos portugueses é do senso comum n achas? és jovem nota-se! qd ganhares cálo e experiençia de vida verás q afinal apostavas na utopia e dogmas já nem na religião existem .
De SSoldado_Lusitano a 29 de Julho de 2005 às 17:00
Há sempre alguém do contra e que luta afincadamente pelos seus ideais , há tantos movimentos e contra movimentos, porque está a apelar ao pensamento único? Cada país tem a sua especificidade, não somos todos iguais. Portanto, porque estamos perto de uma globalização, é proibido eu expressar a minha ideologia .“Orgulhosamente Sós”, mas em que parte do meu blog leu isto? Os milhares de portugueses que foram para a França, não fizeram arrastões, não há bairros maioritariamente habitados por portugueses onde a policia não entra, não há uma onda de criminalidade, efectuados por portugueses na linha dos comboios em França, não há a onda de desemprego em França por causa do imigrantes portugueses, não vivem à conta do Estado, é como você disse são imigrantes, não são invasores, e não me venha com o argumento que não os soubemos integrar na nossa sociedade, o problema é que houve uma imigração desregrada, sem controle qualquer... “começa a construir algo com o teu suor e logo esqueçeras essa treta do nacionalismo”, e quem é você para apontar me o dedo? Isso são dogmas. ... “começa a construir algo com o teu suor e logo esqueçeras essa treta do nacionalismo”, você a falar do que não sabe. ... “nem q sejamos tds castelhanos”, tenha calma que eu ainda não falei sobre isso, mais tarde falarei. Só tenho pena de não dizer que as suas ideias são utópicas, é que a utopia não se aplica em dogmas.
De utopia a 28 de Julho de 2005 às 23:26
portugal portugues ? onde ?? que conceito é esse em pleno seculo 21 em q temos uma globalização genelarizada a escala planetaria faz sentido este tipo de discurso orgulhosamente sós? onde já li e vi este tipo de discurso do orgulhosamente só ?? faz sentido seres um filho do mundo com este tipo de idiologia? que tal um radicalismo exacerbado em sociedades estilo frança ou alemanha em meados das decadas de 60 e 70 do seculo passado , destino de milhares de portugueses imigrantes q procuraram e bem aquilo q a patria n lhes dáva um sonho uma vida ! vamos agora condenar quem procura o seu sonho de vida , só pelo facto de ser imigrante? quem somos nós portugueses para apontar o dedo a quem quer q seja ? nacionalistas ? pequenos burgueses q vivem a conta de alguem n sabem o q é ter q esgravatar para subreviver atenção n é = a viver , começa a construir algo com o teu suor e logo esqueçeras essa treta do nacionalismo , o q queremos todos é qualidade de vida nem q sejamos tds castelhanos q importa isso nos dias de hj ? nepia mesmo a vida e dura td q a torne + suave é bem vindo.
De black a 28 de Julho de 2005 às 00:30
viva os pretos , portugal africano sempre, somos a maioria do ppl em portugal, brancos em extinção !
De SSoldado_Lusitano a 14 de Julho de 2005 às 06:19
Não percebi o que quer dizer com isso...quer que eu diga o nome dos generais, quantas invasões foram, as suas respectivas datas, ou quer dizer que o nacionalismo não despertou nessa altura?
De pataphisico_azul a 13 de Julho de 2005 às 10:13
Quando o Napoleao invadiu... consulte as suas fontes históricas outra vez. Como de costume, falharam-lhe.
De SSoldado_Lusitano a 12 de Julho de 2005 às 06:01
Apesar do artigo não ser direccionado para o assunto do seu comentário (anónimo), responderei; se só haviam de haver só portugueses em Portugal,(leia o 7º parágrafo), em relação a vestir roupas portuguesas, isso é praticamente impossível, todos os dias fecham fábricas de textil português, vivemos numa sociedade de mercado aberto em que somos constantemente bombardeados com vestuário de outros países (mas também não ando com roupa “made in china”); se como e bebo só coisas portuguesas, é semelhante à roupa, mas neste campo sempre há mais produtos portugueses, e como tal compro-os sempre que possível, é claro que há produtos estrangeiros que são melhores que os portugueses, e aí nesse caso compro-os, mas, por exemplo, no caso da laranja ou a batata espanhola, em relação à portuguesa, é claro que opto pela portuguesa, (apesar dela ser mais cara); em relação ao meu computador, aconselho-o a ler o meu artigo “O que é nacional é bom”...um aparte, acho no mínimo desnecessária essa sua atitude perante os problemas com que Portugal se depara (você ri-se!?!); e mais, na sua lógica por não haver computadores portugueses, estarmos a ser invadidos com roupas estrangeiras, e produtos alimentares estrangeiros não podemos ser nacionalistas? Muito pelo contrário...
De Annimo a 11 de Julho de 2005 às 15:18
Tens orgulho em ser portugues. Muito bem. Defendes que só deviam haver portugeses em Portugal? Que roupa tens vestida agora? É roupa portuguesa? Comes e bebes só coisas portuguesas. O teu computador é português? Ve la por tras da caixa do teu PC se não diz made in China...eh!eh!eh! Só treta...
De bastonadasnacionais a 11 de Julho de 2005 às 09:58
Nem mais! Fora com o lixo! Já era altura de abrirmos todos os olhos para o Estado da Nação!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sugestões de Leste

. Algo mais...

. Reparos

. A Droga e o Governo

. Espaço Xenofobia

. Consequência

. Bom Ambiente

. Manifestações

. Um País anestesiado

. “Navegar é preciso”

.arquivos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

.links

M560_1.jpg
blogs SAPO

.subscrever feeds